sexta-feira, 28 de março de 2014

(Tentativa de) Manual de apoio a pais que perderam filhos - #1

Olá pessoal.

Estive a rever a entrevista no "Boa Tarde" (e não é de todo uma questão de egocentrismo, antes pelo contrário - sou o meu maior crítico) e uma das coisas que me saltou à vista foi a algo que é relativamente recorrente quando falamos com outros pais que perderam crianças - o que as pessoas dizem bem intencionadas mas que acabam por melindrar os pais.
Para isso vou precisar da vossa ajuda a completar o "manual" mas lembro-me da varias situações.
A primeira é a que foi abordada na entrevista.


Dizer "Vocês são novos! Vão ter outros filhos!"
Esta é A clássica. Percebemos as intenções mas a criança que há de vir nunca irá substituir a que morreu. Pior: parece querer desvalorizar o filho que partiu. Em alternativa digam "Vocês são novos! Vão ter mais filhos!"

Mais em breve...

Participem! 

Abraços e beijos,
André

8 comentários:

  1. Concordo plenamente! A mim até já chegaram a dizer que depois tinha outro e fazia-me esquecer o que aconteceu antes. Eu neste caso nem respondi para não ter de ser mal educada. O mais grave é que esta senhora também já tinha perdido um filho à muitos anos atrás;compreendo que nem todas as pessoas têm a mesma sensibilidade mas então devem ter cuidado quando querem dar conselhos. Eu não vou nem quero nunca jamais em tempo algum esquecer a minha filha! A minha filha é Amor e pra sermos felizes temos de ter Amor. Vânia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é que é isso mesmo, Vânia.

      Mas atenção que não quero com este post (e os que se seguirão) melindrar qualquer pessoa bem intencionada de nos querer ajudar com as suas palavras. O que conta é a intenção.
      Mas estou a tentar que a forma de ajudar seja a melhor dentro dos possíveis.

      Eliminar
  2. Olá.

    Sigo o blogue já algum tempo apesar de nunca ter comentado.

    Tentei ver o video mas não consegui da um erro não sei o que se passou com o video, pois gostava de ver a vossa / sua entrevista.

    Será que pode verificar o que se passa com o video sff.

    Um abrço cheio de força e coragem.

    :-)
    Helena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado por seguir o blog!

      Aqui fica o link para o video:
      http://sic.sapo.pt/Programas/boatarde/2014/03/26/andre-relembra-a-filha-atraves-do-seu-blog

      Vou ver o que se passa com o outro link.

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Há imensas frases que nos caiem mal... acho que quem nunca perdeu um filho não consegue avaliar bem o que a quem perde passou... para mim custa me imenso ouvir "ah, tiveste um aborto? " É uma palavra tão mal conotada, parece sempre que estou a ouvir que deitei a minha filha fora... foi tão desejada, tão amada e ouvir a palavra aborto para referir a perda de um filho - mesmo as pessoas não tendo noção - para mim, sinto o como um insulto... André, dá uma olhada na página Colos Vazios, no facebook. Penso que tem coisas interessantes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula,

      Obrigado pela tua contribuição. Pouco consigo falar sobre os sentimentos que acarretam a palavra "aborto", mas parece-me uma "dica" interessante para colocar no manual. Se quiseres contar melhor as coisas que te chatearam aquando do sucedido, contacta-me. Terei todo o prazer em acrescentar ao manual se assim acharmos (os dois) que faz sentido.
      Vou ver a página, sim. :)

      Beijinhos.

      PS: vou apagar as respostas que estão repetidas neste post, ok?

      Eliminar